Porto e Douro

Um Alvarinho tipicamente Duriense – Uivo

By rolhas-
um-alvarinho-do-douro
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, muda-se o ser, muda-se a confiança. Nunca Camões esteve tão certo como hoje e nunca nós tivemos tão confiantes que este Alvarinho Duriense vai dar que falar. 

Vivemos numa sociedade de julgamento fácil, uns tornam-se apologistas outros críticos, e a verdade é que no mundo vínico esta questão sobe de tom sempre que há algo novo. As castas há muito que deixaram de ser tradicionais de uma região e são muitos os produtores a tentar marcar a diferença. Nós que percebemos pouco disto achamos que a diferença está no respeito pela vinha e pela uva, e aí parabéns à Folias de Baco. O seu Uivo Alvarinho Duriense 2015 alia na perfeição a alma desta casta tão nobre com o carácter profundo do Vale do Douro. Resultado…um vinho capaz de surpreender até os mais cépticos!

Elegante, fresco, complexo e bastante gastronómico, adjectivos que poderíamos muito bem utilizar para catalogar este Alvarinho no mínimo, diferente. Surpreendeu no Mercado dos Vinhos e voltou a mostrar todo o seu potencial cá por casa. Equilibrado e bem afinado este Uivo Alvarinho é um daqueles vinhos que sabem sempre bem, mesmo que lá fora chova a cântaros.

A fermentação prolongada confere-lhe a exuberância necessária para se manter bem vivo no copo, o seu final é longoooo e fica lá. Versátil e misterioso este Alvarinho Duriense com um arroz de marisco deve ser a loucura e é bem capaz de fazer boa figura a solo.

Um vinho irreverente à imagem de Tiago Sampaio, jovem agricultor, viticultor, enólogo, produtor de vinhos e comercial da Folias de Baco. As vinhas, de exploração própria, encontram-se nas mais frescas encostas do Vale do Douro, entre os 500 e os 700 metros de altitude.

Gostámos “bué”.

 

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *