Porto e Douro

Post Scriptum ou Puro Saber?

By rolhas-
post-scriptum-puro-saber
Temos um problema, não é grave mas é chato como tudo. Não podemos ir a uma garrafeira com prateleiras até ao tecto cheias de vinho. Seja porque já ouvimos falar (Post Scriptum) ou simplesmente pela curiosidade é mau demais ver tanto rótulo junto. Pior é saber que muito do que ali está, jamais passará pelo olhar crítico da equipa do Rolhas.

Desabafo à parte vamos lá ver como se portou este Post Scriptum 2014 de Chryseia. Atenção, esta será a última vez que a palavra Chryseia irá aparecer neste artigo. É daqueles que um dia lá chegaremos…

Mais uma vez um dos nossos amigos a surpreender-nos com um vinho de grande qualidade. Elegante, bem estruturado e potente, o Post Scriptum 2014 é uma daquelas referências que nunca falha. A colheita de 2014 mostra-se particularmente fresca do início ao fim tornando-o um vinho marcante no palato. Para quem aprecia vinhos tintos aveludados mas com carácter bem vincado, este Post Scriptum será certamente uma boa aposta. Já há muito que vivia no nosso imaginário e confirmou as todas as expectativas.

Capaz de representar na perfeição o papel da nobre Touriga Nacional e a pura elegância da Touriga Franca, o Post Scriptum cativa por ser um vinho muito rico ao nível aromático. Com um perfil mais consensual, é um vinho que sabe realmente bem saborear com calma.

Fazer vinho não é para todos muito menos quando temos em mãos o valor inestimável de um Douro à nossa espera. É certo que Bruno Prats e Charles Symington não descobriram a pólvora mas ambos conseguem  mostrar todo o valor das suas uvas neste Post Scriptum.

Segundo o produtor é um vinho mais precoce que o Chryseia (ups!) portanto está pronto para ser consumido enquanto novo. Por nós estava no ponto.

O preço médio deste Post Scriptum 2014 ronda os 13,50€ portanto já sabem, procurem e apreciem!

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *