Fomos à Gala Vinhos do Tejo 2017

Para quem é novo nestas andanças é sempre com grande entusiasmo quando recebemos um email da Comissão Vitivinícola Regional do Tejo em parceria com a Confraria Enófila Nossa Senhora do Tejo a convidarem-nos para estar na Gala Vinhos do Tejo 2017. Convite aceite prontamente afinal de contas não podia faltar à minha primeira gala. No caminho lá estava aquele nervoso miudinho que rapidamente se dissipou após conhecer os parceiros nesta viagem até ao Hotel dos Templários, em Tomar.

Conversa para aqui, conversa para ali e lá chegámos ao nosso destino. Nestas coisas o melhor é ir sem medos e lá estava de copo na mão a provar…aliás a beber um vinho branco que me deixou curioso, um ‘Quinta da Badula Reserva 2015’ a experimentar brevemente. Mais um salgadinho e outro vinho branco que desconhecia por completo, ‘Varandas Branco 2015’ da Adega Cooperativa de Almeirim, uma sugestão interessante para os dias quentes que se avizinham.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cumprimentos feitos e tudo a postos para o jantar. Primeiro a escolha dos vinhos para a mesa, tarefa bem entregue ao Mário e à Valeria que apostaram em dois brancos, o ‘Falcoaria Fernão Pires 2015’ da Casal Branco e o ‘Casal da Coelheira Reserva Branco 2016’, que se mostraram em boa forma e com uma acidez muito equilibrada entre aromas. Nos tintos as opções recaíram sobre um ‘Mythos Tinto 2013’ da Casal da Coelheira e um ‘Tyto Alba Touriga Nacional 2014’ da Companhia das Lezírias, dois vinhos com muito potencial na minha opinião. O primeiro para beber já o segundo para guardar por mais um ano ou dois pois vai evoluir em garrafa. Intensos e de final persistente revelaram-se uma excelente aposta para acompanhar aqueles medalhões de novilho.

Descrição feita vamos aos prémios que foi para isso que me convidaram. Primeiro para os restaurantes do concurso Tejo Gourmet, foram muitos os premiados por isso memorizem estes nomes ‘Areias do Seixo’, em Torres vedras (Melhor Restaurante) e ‘A Lúria‘, em Tomar (Melhor Restaurante Tradicional). Nos vinhos destaque para o tinto ‘Bridão Private Collection‘ da Adega Cooperativa do Cartaxo e para o ‘Casal da Coelheira Branco 2016‘ galardoados com a ‘Medalha de Excelência’.

Por último nos prémios especiais, Martta Reis Simões da Quinta da Alorna foi considerada ‘Enóloga do Ano’ e a Adega Cooperativa do Cartaxo foi a ‘Empresa de Excelência’. A Adega de Almeirim ficou com o prémio ‘Dinamismo’ e a fechar a noite Osvaldo Amado a par com João Sardinha da Cruz receberam o prémio ‘Carreira’.

Gala terminada, hora de regressar a casa e com a certeza que gosto mesmo de conhecer e aprender cada vez mais sobre este sector.

Parabéns a todos os vencedores.

 

rolhas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *